No Estadão: "Emprego formal pode melhorar em 2019"

Os economistas José Márcio Camargo e Bruno Ottoni, especialistas em mercado de trabalho, estão mais otimistas em relação ao emprego formal em 2019. Ontem, Caged mostrou criação líquida de 530 mil vagas formais em 2018, primeiro resultado positivo em quatro anos. Mas economistas não sabem explicar por que a PNADC mostra um ritmo de criação de vagas formais bem inferior ao Caged.


Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de dezembro, e do ano de 2018 fechado, reforçam a percepção de que o mercado de trabalho, assim como a economia, continua a trilhar a lenta e penosa recuperação de uma das maiores recessões da história brasileira.

Leia na íntegra. 


As notícias e artigos reproduzidos neste Portal são, tanto no conteúdo quanto na forma, de inteira responsabilidade de seus autores.

Fonte: Estadão