No Valor Econômico: "Previdência faz força-tarefa para excluir acidentes de trajeto do FAP"

A Previdência Social teve que fazer este ano uma espécie de força-tarefa para poder analisar uma grande quantidade de contestações que tratavam do Fator Acidentário de Prevenção (FAP). Em 2017, somente sete foram analisadas. Neste ano, saltou para 1.109, segundo dados obtidos no site do órgão. O motivo foi a exclusão do acidente de trajeto, sofrido pelo trabalhador no percurso de ida ou volta do trabalho, do cálculo do FAP.

Leia na íntegra.

As notícias e artigos reproduzidos neste Portal são, tanto no conteúdo quanto na forma, de inteira responsabilidade de seus autores.

Fonte: Valor Econômico